Nem anjos, nem Deus

conhecem a angústia.

Como é que podem ajudar

se só são feitos de amor,

se só conhecem o amor...

Eu também me safava,

se só conhecesse o amor!

São uma batota esses anjos e Deus!

Sempre foram amor! Sempre serão amor!

Pena nunca o perderem, esse amor...

Talvez tivessem de o ir buscar lá no fundo...

e me pudessem ajudar...

Talvez eles nem sejam batoteiros e sintam outras coisas, por causa de nós pessoas...

mas assim,

nem eu estava tão perdida, nem eles tão esquecidos.

Pronto, se calhar a angústia é minha culpa. Se calhar a angústia orienta-me.

Mas não quero. Não quero... Eu sei.

Comentários

Ana disse…
:) já tinha saudades destes Devaneios,Poemas :)

Mensagens populares deste blogue