quarta-feira, outubro 11, 2017

Viver com os erros é habilidade de inconscientes. As pessoas passam a vida a gabarem-se da sua maturidade e na verdade não existe isso de ser adulto. O que é ser adulto afinal? O que é ser criança? Não existe diferença nenhuma para além das óbvias. Só. Estou com medo de viver, mas como sou gaja de agradecer, agradeço hoje por uma certa experiência, e por haver pessoas nela que não me mostram o que pensam. Que é absurda, sem sentido. Não me fazem sentir o que pensam. Respeitam o facto de para mim fazer sentido por motivos que desconhecem quando é sempre mais fácil deixarem-se levar e mostrar o seu juízo ou não de valor. Sim porque no 'de cavalo para burro' o burro é um bicho como os outros e um bom bicho na verdade. Nada. Não mostram nada e eu agradeço. Obrigada a colegas e pessoas que formam. Trabalho quase quase impecável mais pelo respeito. Que é mútuo. Muito mal vos conheço, mas é bom conhecer boas projecções minhas de vós. Ajuda. (amiguinhos meus, não confundir! De vós só transparência!)

sexta-feira, outubro 06, 2017

Se o fundamento disto são os pequenos/grandes momentos de 3 segundos, os abraços que nos dão sem quererem dar, os beijos retardados de amigos com quem falamos uma vez por ano, James a tocar em repeat, matem-me já.

quinta-feira, setembro 28, 2017

quarta-feira, setembro 27, 2017

Só para dizer que não estava nada preparada para ver a Nicole Kidman a fazer sexo à bruta, não estava...

terça-feira, setembro 12, 2017

segunda-feira, setembro 11, 2017

Amanhã vou apanhar maçãs pela primeira vez. Alguma coisa me diz que vou continuar a preferir as bananas...

domingo, setembro 10, 2017

sábado, setembro 09, 2017

Em tempos frios, há sempre alguém que me aquece o coração... obrigada Deus ou Deuses ou...