quinta-feira, abril 29, 2010

Aqui a Je tinha um amigo. Sim, tinha. Como outros amigos, piscou-me o olho, e antes de o fechar já tinha ido comprar cigarros. Nunca mais voltou. Passaram quase 2 anos. Nada de telemóvel, ou de e-mails ou de cartas ou do raio que o parta. Nada. Hoje sonhei com esse amigo e acordei mal disposta porque acabo de decobrir que se essa personagem me aparecesse à frente, eu recebia-a qual filho pródigo. Não lhe batia, não lhe arrumava com a primeira coisa que me viesse à mão, não! Abraçava-o. Foi isto que fiz no sonho, abracei-o. Sou tão fraca...

2 comentários:

Miss Kin disse...

Isso deve ser defeito de fabrico, vai reclamar, pode ser que mudem umas peças!

(deixa lá, até isso acontecer, podes sempre ir cultivando um odiozinho de estimação para lho arremessares nesse dia)

Carla disse...

É, muito provavelmente é defeito de fábrico, sim... e já estou a trabalhar nesse ódio... ;)

Whaaaaaaaaat? Ainda ontem tinha 6 anos...