sexta-feira, janeiro 15, 2010

Não sabia que era possível ficar-se genuinamente feliz por uma pessoa que não se conhece... e falo daquela felicidade de ir às lágrimas... e é uma sensação fantástica!

Sem comentários: