quinta-feira, junho 05, 2008

Canção de Amor

Se neste momento tivesse que escrever uma canção, ela seria sobre ti. Sobre aquela pessoa que um dia me fez sentir um à vontade que nunca descobrira com ninguém à primeira vista. Um sentimento indefinido, sem uma palavra e com muitas ao mesmo tempo. Uma canção sobre o dia, a noite. O sol e a lua. O perfume e os cinco sentidos... ou seis que às vezes me provocam e fogem logo a seguir... toda a letra para te dizer que gosto mais do que ódeio. Não, não ódeio sequer... entristece-me só. E acabo com uma voz na minha cabeça a dizer-me que isto é tudo uma Fénix, que renasce das cinzas... uma, duas, trêz vezes imediatamente a seguir umas das outras, e sou cada vez mais eu. Eu mais eu e a minha pessoa, mais só do que sozinha...

Sem comentários: